Paciência

Mais uma poesia minha…

Paciência

Não esperem de mim
e não me esperem
terei sempre meu tempo
com a velocidade do mundo
dos outros
meu
Não
Não esperem de mim
um grande médico cirurgião
De consultório elegante terno caro
vazio…

Não esperem de mim
um grande sucesso
de público imenso palco feliz
distante…

Não esperem de mim
um grande amante
com mulheres muitas sexos
tchaus…

Não espere de mim
nada
de nada

Mas se quer alguma coisa,
mesmo depois desses inversos
espere de mim um alguém
de vários nós
de muitos alguéns
alguns

Se quiser espere um palhaço,
um médico, um solitário
um sentidor, um, hum?

Não espere de mim
Não me espere
Que ainda assim
Alcanço quem eu puder tocar

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s