Um semáforo, um elogio…

Esse blog, alem de mostrar um pouco do que gosto, também nasceu com a idéia de eu publicar alguns dos poucos poemas que eu escrevi… Mas estava com um misto de vergonha e preguiça de publicar… E sem internet há uns dias…

Dai, um amigo que não vejo há muito, me deixou um elogio a um poema… e uma sugestão… fazer um blog e publicá-lo… mal sabia ele que eu já tinha um blog… então resolvi publicar aqui o tal poema…

Comentem… não precisam ser elogios… críticas sempre são bem vindas… (ainda que eu prefira elogios…)

Xis

———

Semáforo

Ricardo Costa “Xis”

No farol, no trânsito
na capital do país
houve uma flor
feia flor fétida fértil
perdida

Ontem vi no farol
uma infinidade de flores oferecidas a mim
cheirosas charmosas
coloridas caras
caras…
É possível comprar a flor?

Essa é oferecida por um menino
de curta vida mal vivida

Não compro a flor
não quero
não essa
quero aquela feia
do homem sentado na capital do país
e pra isso todo dia
rego cuido rezo
a um anjo daqueles tortos

e quando tal feiúra
formosa flor

Flores não vão mais
serem vendidas no farol
e meninos não vão mais
(des)viver em faróis

Anúncios