Mostra de Cinema – Parte 3

Tá, isso tá parecendo trilogia chata… mas é o último…

No feriado, fui ver alguns vários filmes… vi alguns dos melhores e o pior da minha vida.

Começo pelo pior, pra prevenir qualquer desavisado: Na Floresta (Mesa Sto Dasos), um filme grego, que vem com o conceito de não ter diálogos, ter uma história pouco clara e ter uma filmagem pouco clara, pra não dizer amadora. Tá que é tudo de propósito, mas é ruim, é chato. Se durasse 15 minutos, eu diria que é uma grande idéia… com 1h40min, é muito chato. Foi o primeiro filme na vida que eu abandonei, aos 40 e intermináveis minutos.

Agora, aos bons:

Memória Cubana: excelente documentário brasileiro, que conta a história do documentarista Santiago, produtor e diretor dos CineJornais cubanos do período da revolução até sua morte. Excelente documentário, empolgante politicamente, e bem feito. A Revolução Cubana é simplesmente linda, ainda que tenha muitos problemas e limitações (dos quais, certamente o mais relevante é o capitalismo que tenta a destruir).

Gigola: filme francês, que questiona a vida, os paradigmas sociais, enfim, um pouco de tudo. Muito legal, atordoante e sincero. Uma jovem estudante de medicina, ao suicídio da companheira, resolve mudar de vida, a passa à ser como um gigolo feminino. A partir disso, a vida vai se desenrolando.

Sombra flutuante (The Floating Shadow): filme chinês interessante. Segue uma trama de mistério que envolve uma prisioneira e uma policial, e seus passados refletindo diretamente no seu presente, e futuros. É bom, boa trama, fluência interessante; mostra como o mundo determina bastante quem somos e o que fazemos. Só erra ao perder o momento de terminar…

O Silêncio (Das Letzte Schweigen): filme alemão, com trama policial. Filme muito bom também, história envolvente, ritmo acertado. Não é uma obra de arte, não é excepcional, mas é um excelente filme.

Tem mais filmes, mas eu não lembro… quando eu lembrar eu completo aqui…

Por fim, preferi a Mostra de 2009, vi filmes melhores, mais interessante. O que não quer dizer que a mostra foi ruim, muito pelo contrário…

Pra fechar, vi um filme no período da mostra, mas que não está nela, que é excelente também:

Como Esquecer: filme com a Ana Paula Arósio, que mostra a relação das pessoas com seus ex-amores, e como isso influencia a vida de uma forma geral e como se faz para superar tais problemas. Muito boa a trama, questionando de tudo, das relações ao homossexualismo.

Agora, devo me afastar um pouco… eleição de DCE da USP, por mais 3 semanas vou correr bastante. Chapa Todas as Vozes, DCE USP 2011.

Anúncios

Mostra de cinema – parte 2


Bom, lá vamos nós de novo… ou fomos…

Hoje, sai de casa para ver os filmes “A Árvore”, “Exit Trough the Gift Shop” e “Tio Bloonme…” (ganhador da Plama de Ouro 2010).

Daí, o primeiro eu mudei porque era meio longe e o meu irmão não gostou muito da idéia… Fomos ver “El Efecto Tequila“, um filme Mexicano de 2010, dirigido por Leon Serment. Bom filme, mostra interessantemente como foi o período do “efecto tequila”, a crise do méxico de 94/95. Mostra a sujeira do mercado de valores, a relação promíscua do Estado capitalista com tal mercado, e como o capitalismo destrói relações humanas… mas é um pouco maniqueísta de mais. Bom filme, mas nada genial.

Os outros dois estavam esgotados (saímos as 18h, a sessão do “Exit…” era as 19h50 e a do “Tio Bloonme…” as 23h10 !!).

Daí, ficamos na dúvida, mas resolvemos assistir “L’autre monde“, filme franco-belga de 2010. Dirigido por Gilles Marchand, conta uma história que mistura a fantasia e o real com muita qualidade. É uma história que mistura com naturalidade a relação de um casal e de um fato estranho que eles presenciam. Me agradou muito a beleza real dos atores, especialmente da Pauline Ettiene (Marion); são pessoas bonitas, mas normais, sem um abdomen super trincado, barrigas maravilhosas e corpos perfeitos. Filme imprevisível e muito muito agradável. A melhor surpresa até agora na mostra.

Amanhã, mais filmes, e mais comentários…

34ª Mostra de Cinema de São Paulo

To pra voltar a escrever faz tempo…. e nada como a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo pra me fazer voltar a escrever…
Vi hoje dois filmes, coincidentemente, ambos Dinamarqueses:

O primeiro, Rosa Morena, do diretor Carlos Augusto de Oliveira, conta a história de um dinamarquês homossexual e solteiro que quer adotar uma criança. Como não consegue fazê-lo na Dinamarca, vem ao Brasil para isso. Como também não conseguiria aqui por vias legais, resolve comprar uma criança. Meio que um Juno sério… segundo o roteirista, Morten Kirkskov (muito melhor que o diretor), a idéia é mostrar um dinamarquês mimado que acha que pode fazer qualquer coisa aqui no Brasil só porque ele é rico e europeu (teve um momento para algumas perguntas no fim do filme; perguntei se na Dinamarca esse problema de tráfico de crianças é tão visível quanto no Brasil e porque ele teve essa idéia; essa foi a resposta que eu obtive, em resumo). Votei como Muito Bom, só porque o final é um pouco sentimental e falso… mas não muito não, só um pouco.

O segundo é foda! Armadillo, de Janus Metz Pedersen, é um documentário sobre um pelotão dinamarquês que é enviado à base avançada de Armadillo, no Afeganistão. É uma base que fica a menos de 1km do campo de batalha. O filme retrata algumas coisas interessantes, como o quanto uma vida que não seja de um soldado vale nada para eles, o quanto eles não sabem e não ligam para o que significa essa guerra e o quanto a perspectiva de vida da maioria dos que lá estão é simplesmente continuar fazendo isso, mesmo que possam morrer (nenhum pelotão dinamarquês até então foi e voltou sem nenhuma morte). O filme é foda e não pelas super cenas de guerra, mas pelo que eles fazem quando não há guerra… Votei como excelente. Pra constar, ganhou o prêmio da crítica, em Cannes (Grand Prix – Semaine de la Critique 2010)

Vi um outro filme ontem, depois comento. E pretendo ver mais ainda até o final da Mostra…

Depois comento aqui todos que vir… por hora, recomendo esses dois, sem dúvidas.

33ª Mostra Internacional de Cinema – II

Bom… como eu disse no ultimo post, assisti mais alguns filmes da mostra, e vou colocar aqui minhas opiniões… aparentemente, não foram como as opiniões do público em geral, mas foda-se… não me improta nem um pouco.

O melhor – Låt den räte koma in (Deixe ela entrar) – Tomas Alfredson, SUE. Excelente, recomento muito.

Muito bons também
Alle Anderen ( Todos os outros ) – Maren Ade, ALE.
Kicks ( Chutes ) – Lindy Heyman, ING.
El Niño Pez ( O menino peixe ) – Lúcia Puenzo, ARG/ESP/FRA.

Outros que valém a pena, mas não gostei tanto (ou eram meio limitados mesmo…)
Maradona – Emir Kusturica, ESP/FRA.
Vincere (Vencer) – Marco Bellochio, FRA/ITA
Ibrahim Laybad – Marwan Hamed, EGY.

E a minha única decepção na mostra…
Singularidades de uma rapargia loira – Manoel de Oliveira, ESP/FRA/POR.

Infelizmente, faltaram muitos filmes… especialmente, The Imaginarium of Dr. Parnassus, Fish Tank, I Love You Phillip Morris, A 40ª porta, Um lugar ao sol, sem contar os que devem entrar no circuito comercial, como o novo filme do Almodovar, Abraços partidos, eu acho, 500 dias com ela, hotel atlantico, e muitos outros.

No ano que vem tem mais…

33ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

Estou meio afastado por causa da mostra… o pouco tempo livre, estou reservando pra ver filmes…

Já assisti 3 filmes da mostra (ainda que um tenha sido por “fora” pq não tinha mais ingresso…):

– Deixa Ela Entrar (Låt den rätte komma in)
– Ibrahim Labyad (Idem)
–  Maradona (Idem)

Dos 3, sem duvida o filme sueco (Deixa Ela Entrar) é o melhor… é excelente, recomendo muito. Os outros dois são legais… o egípcio é bom, mas peca no ritmo… demora demais em um momento… mas vale a pena. O do Maradona é, como filme, médio, mas o conteúdo é excepcional; se o melhor jogador de futebol do mundo, dentro de campo foi o Pelé, ele é um zagueiro ruim perto do Maradona, quando pensamos na pessoa como um todo, mesmo com todos os problemas do Maradona. Vale muito a pena, mesmo que o filme não seja tão bom (e eu não gosto tanto de documentários).

Na semana que vem, mais filme e comentários… Pretendo ver:

– Todos os Outros
– O Mundo Fantástico do Dr. Parnassus
– Menino Peixe
– Abraços Partidos